Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa

O que ver, fazer em Santa Maria, São Pedro e Sobral da Lagoa

A freguesia de Santa Maria é a mais antiga do concelho de Óbidos, e fazem parte dela o Arelho, o Bairro da Senhora da Luz, Carregal e de Trás do Outeiro, bem como parte de A-da-Gorda e do Pinhal. Esta freguesia ocupa uma área de 22,13 quilómetros quadrados, e cerca de 2000 mil habitantes.

Aqui poderás visitar a Igreja de Santa Maria com os seus quadros famosos da pintora Josefa de Óbidos, assim como a igreja da Miseriórdia mandada erguer pela rainha D. Leonor.

A freguesia de São Pedro faz paredes meias com a de Santa Maria, e aqui poderás visitar a igreja de São Pedro onde dizem estar sepultada a pintora Josefa de Óbidos, a capela de São Martinho, ou a Porta da Vila com os seus belos azulejos azuis e brancos.

O turismo e a agricultura são os dois grandes motores desta freguesia com quase 1500 habitantes.

O Sobral da Lagoa é conhecido pela fruta que é rainha: a Ginja. Daqui sai uma parte importante do licor pelo qual a vila de Óbidos é conhecida. Esta freguesia como não poderia ser está ligada à agricultura e à produção do licor de ginja – a Ginjinha! Vai uma?

 

Igreja de Santa Maria

A Medieval Igreja de Santa Maria de Óbidos está localizada na praça de seu nome, foi construída a mando de D.Afonso Henriques, sobre ruínas de mesquita muçulmana.

Posteriormente, no séc.XVI, o templo viria a ser inteiramente reconstruído no reinado de D.João III e D.Catarina.

Igreja de São Pedro

A Igreja de São Pedro foi mandada erguer nos séculos. XIII-XIV, e originalmente era uma basílica gótica de três naves, com alpendre e escadaria, no pórtico exterior principal.

O terramoto de 1755 ditou a sua queda da qual resta o altar-mor em talha dourada com trono (1690-1705), a torre sineira com escadaria em pedra e formato caracol, assim como os arcos da sua fachada principal. Aqui podes ver um retábulo de São Pedro do pintor João da Costa.

Igreja da Misericórdia

Mandada erguer pela Rainha D. Leonor no final do século XV, no seu interior poderás ver um rico espólio artístico. Esta Apresenta uma antiga imagem da Virgem, de porcelana azul no pórtico de entrada.

Dentro da igreja encontra-se o túmulo da Condessa de Cavaleiros - D. Luiza Guerra, e as suas paredes são revestidas de azulejos do século XVII.

Porta da Vila

Hoje a entrada principal da vila, apresenta uma estrutura defensiva em "cotovelo", montada para encurralar os ataques inimigos num curto espaço. Aqui poderás observar bela azulejaria dos séculos XVII e XVIII marcada pelas influências dos centros de azulejaria de Delft nos Países Baixos, e que retratam cenas da Paixão de Cristo nomeadamente a Agonia de Jesus no Horto e a Prisão de Jesus.

No varandim barroco onde os azulejos são apresentados poderás também apreciar a capela oratório de Nossa Senhora da Piedade a Padroeira da Vila de Óbidos.

Por cima da porta da entrada poderás ver a inscrição em latim "A Virgem Nossa Senhora foi concebida sem pecado original", placa essa mandada colocar pelo Rei D. João IV, em agradecimento pela protecção da Padroeira aquando da Restauração da Independência em 1640.

Encontra Aqui

Segue-nos